IDENTIDADES NACIONAIS EM DIÁLOGO: CONSTRUÇÕES DE IDENTIDADES POLÍTICAS E LITERÁRIAS EM PORTUGAL, ANGOLA E MOÇAMBIQUE (1961-PRESENTE)

PROJECTO EXPLORATÓRIO (IF/00654/2015)

NATIONAL IDENTITIES IN DIALOGUE: POLITICAL AND LITERARY IDENTITY CONSTRUCTIONS IN PORTUGAL, ANGOLA AND MOZAMBIQUE (1961-PRESENT) Coordenação: Doris Wieser

Descrição

Este projeto de investigação pretende contribuir para uma melhor compreensão do modo como as identidades nacionais são construídas em Portugal, Angola e Moçambique, antes e depois da Revolução dos Cravos (25 de Abril de 1974), na complexa tensão entre poder colonial e colónia. Nem a identidade do (ex)colonizador nem do (ex)colonizado pode ser plenamente compreendida sem se ter em conta o diálogo com o(s) outro(s). A política e a literatura desempenham um papel significativo na construção das identidades nacionais. Identidades, criadas e difundidas pelas autoridades, são parcialmente afirmadas e parcialmente deslegitimadas por obras literárias. O presente projeto de investigação analisa, portanto, obras literárias (poesia e narrativa), contrapõe-nas a discursos políticos (decretos, manifestos, propaganda) e examina a mudança diacrónica na construção de identidades desde o final da época colonial (1961-1974) até à era pós-colonial (1975-presente). A construção de identidades nacionais nestes países e nas duas fases históricas tem sido explorada individualmente, mas não numa perspetiva comparatista, dialógica e diacrónica, que enriquecerá a perceção de contradições e ambiguidades entre as auto- e hétero-imagens criadas das nações.

Objectivos

Este projeto tem por objetivo fazer contribuições inovadoras a nível teórico, metodológico e do objeto de estudo:

  • No que diz respeito à abordagem teórica, o projeto contribui para o debate científico sobre as identidades nacionais, incluindo o trabalho do “giro decolonial” (Quijano, Grosfoguel, Mignolo etc.), pouco discutido no campo dos estudos lusófonos.
  • O projeto introduz um método inovador de análise de texto combinando a conceptualização dos espaços semânticos de Yuri Lotman com conceitos decoloniais.
  • Relativamente ao alcance, o projeto pretende por um lado fornecer uma análise diacrónica e comparativa das construções de identidade e, por outro, um contraste sistemático de textos literários com discursos políticos.

Actividades

  • Coordenação do painel “ʻAs mulheresʼ e a imprensa periódica colonial” com Jessica Falconi, no Congresso Internacional Política e Cultura na Imprensa Periódica Colonial, Lisboa (22-25 de Maio de 2017)
  • “Transformações urbanas no período pós-independência: Crónica da Rua 513.2, de João Paulo Borges Coelho”, comunicação no Congresso Internacional Cartógrafo de Memórias: A Poética de João Paulo Borges Coelho, FLUL (13-14 de julho de 2017).
  • “O cabelo crespo dos “retornados”: etnicidade e género na literatura sobre identidades mestiças em Portugal”, comunicação no XII Congresso da Associação Alemã de Lusitanistas, Universidade Johannes Gutenberg em Mainz (13-16 de setembro 2017)

Duração do projecto

1 de Janeiro de 2017 – 31 de Dezembro de 2021