A Visagem do Cronista. Antologia de Crónica Autobiográfica Portuguesa (séc. XIX-XXI)

da3fb5568ae44a0db2091cc582736c51

Selection, Introduction and notes: Carina Infante do Carmo
Edition: Arranha-Céus| CEC
Year: 2018

A crónica tornou-se na forma breve e pessoal de aprender a diversidade física e humana de um país em aceleração histórica – afirmada na imprensa liberal com Garrett, Herculano ou Lopes de Mendonça; desenvolvida com Júlio César Machado; amadurecida com a Geração de 70 (Eça e Ramalho, antes de mais) e com a mobilização intelectual em torno do republicanismo. As correntes neo-românticas do fim do século XIX (Fialho de Almeida, Trindade Coelho, Alberto de Oliveira, Manuel Laranjeira e o próprio Raúl Brandão) acompanharam o ascenso da escrita autobiográfica e intimista, tocada pela nota introspectiva, pela análise psicológica e pela evasão sentimentalista e nostálgica que procurou a sua legitimação em valores tradicionais. a prática da crónica por aqueles autores é disso reveladora.