Miguel Filipe Mochila

PhD Student Fotografia Miguel Filipe Mochila

E-mail: miguel.filipe.mochila@gmail.com

Biographical note

Studying  for a PhD in Comparative Literature, with a project funded by the Foundation for Science and Technology, which addresses the h
ispanic reception of the literature of Eugénio de Castro. Master in Comparative Literature and Poetry by the University of Évora, with a dissertation on the relation between the literatures and thoughts of Miguel de Unamuno and Vergílio Ferreira. Has several communications in national and international conferences and publications, in journals and books connected
to the literatures and thoughts of Iberian and Iberian-American writers of the nineteenth and twentieth centuries. Has translated into Portuguese, authors such as Julio Cortázar, Blas de Otero, Juan José Saer, Nicanor Parra or Joan Margarit. Collaborates as a critic for the journal Suroeste – Revista de Literaturas Ibéricas.

Main areas of research

  • Iberian Studies;
  • Hispanic Studies;
  • Modernism;
  • Modernity.

Selected publications

  • 2016 “Talvez tudo seja a memória de um ventre perdido. A privação do espaço familiar em Miguel de Unamuno e Vergílio Ferreira”. Em Vergílio Ferreira em Évora. Entre o Silêncio e a Palavra Total. Rosa Maria Goulart, Cristina Firmina Santos, Elisa Nunes Esteves e João Tiago Lima (eds.), 147-160. Lisboa: Âncora Editora.
  • 2016“A prática turística e o entendimento institucional da literatura. O caso de Eugénio de Castro no horizonte das suas relações internacionais”. Em Literatura e Turismo: Turistas, viajantes e lugares literários. Sílvia Quinteiro, Rita Baleiro e Isabel Dâmaso Santos (eds.), 133-150. Faro: Universidade do Algarve.
  • 2016“Problemáticas existenciais e modernidade de Húmus de Raul Brandão”. Revista Desassossego 15: 47-65
  • 2015“O nosso reino era assim – o fim da infância em «Final do Jogo», de Julio Cortázar”. Cadernos de Literatura Comparada 32: 121-136. http://dx.doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v8i15p47-65.
  • 2014“O desiderativo e o excesso: sensualização da experiência redentora e apologia do homem sensível nas poéticas de Miguel de Unamuno e de Vergílio Ferreira”. Dédalus. Revista Portuguesa de Literatura Comparada 17-18: 957-974.
  • 2014“Os olhos da Nicarágua. Ler Eugénio de Castro como Ruben Darío o leu”. Em ACT 29 – Literaturas e Culturas em Portugal e na América Hispânica: novas perspectivas em diálogo. Magdalena López, Ângela Fernandes, Isabel Araújo Branco, Margarida Borges, Raquel Baltazar, Sonia Miceli (orgs.), 241-252, V. N. de Famalicão: Húmus.
  • 2014“Ao contrário de Pinóquio – o projecto erótico entre nidificação e nadificação num conto de Florbela Espanca”. Em Estudos sobre Florbela Espanca. O Espólio de um Mito – II. Ana Luísa Vilela, António Cândido Franco, Maria Lúcia Dal Farra, Fabio Mario da Silva (eds.), 149-162. Lisboa: Colibri.
  • 2014“A persistência do olhar turístico – projecto unitivo, alterização radical e memória engolidora em La Vorágine de José Eustasio Rivera e em A Selva de Ferreira de Castro”. Em Lit&Tour. Ensaios sobre Literatura e Turismo. Sílvia Quinteiro, Rita Baleiro (orgs.), 165-180 V. N. de Famalicão: Húmus.

DIIA- Iberian and Ibero-American Dialogues / LOCUS