ACT 5 – Utopia e Melancolia

Editor: Maria de Lourdes Câncio Martins
Publisher: Colibri / CEC
Year: 2002

Uma aliança que parece anunciada no estatuto ontológico da utopia e acentuada pelos modos diversificados de a pensar e imaginar: não só através da relação paradoxal entre abstracções “eu-tópicas” (ou inversamente da distopia) e ficções “ou-tópicas”, votadas a não poder ser, mas também da própria imperfeição dos mundos possíveis sonhados, sujeitos à decadência dos tempos e à morte; do diálogo intertextual dos modelos da tradição utópica, ou ainda da estrutura da busca infindável de um ideal, prolongando o desejo (hermenêutico) de transferência e multiplicando as ilusões (pós-modernas) das imagens da utopia.
No âmbito desta reflexão, os ensaios aqui reunidos abrem-se a novas perspectivas de abordagem da narrativa utópica, que transcendem uma motivação social. Focam questões de ordem estética, cultural e ideológica que nela se equacionam, os seus temas, sem ignorar as dinâmicas psicológicas e literárias subjacentes, o trabalho do seu discurso retórico na sua encenação da alegoria, tendo em conta as posições teóricas recentes da leitura com acto de colaboração e, assim, também a visão de um texto a ser interpretado e não actualizado.